Após saber que tem um ascendente italiano, a dúvida de muitos é o que fazer.

Deixaremos aqui os principais passos que a pessoa interessada em ter seu direito à cidadania italiana reconhecido deve tomar.

1.  Obter as certidões de seus antepassados até formar uma corrente completa, onde cada certidão vem a ser um elo desta corrente. Você precisará das certidões de nascimento, casamento e óbito (daqueles antepassados que já faleceram), desde o italiano nascido na Itália até você e possíveis filhos menores. Lembramos que estas certidões devem ser de emissão recente e em inteiro teor.

2. Obter a CNN – Certidão Negativa de Naturalização – do seu ascendente italiano que nasceu na Itália. Caso ele tenha se naturalizado brasileiro, os filhos nascidos antes desta naturalização continuam sendo italianos e transmitindo este direito a seus filhos.

3. Verificar se nessas certidões existem erros que precisam ser corrigidos (retificados). Erros simples podem ser aceitos pelo próprio cartório através de retificação administrativa, e em alguns casos, deverá entrar com uma ação judicial para sanar todos estes erros.

4. Após sanados todos os erros nas certidões, as mesmas devem ser emitidas em inteiro teor, com a averbação das retificações, e o próximo passo será sua tradução para a língua italiana por um tradutor juramentado, que é devidamente inscrito na Junta Comercial e tem fé pública.

5. Último passo é levar as certidões brasileiras com as suas traduções a um cartório cadastrado no CNJ – Conselho Nacional de Justiça – para que seja feito o apostilamento de acordo com o Tratado de Haia.

Para sanar quaisquer dúvida, não exite em nos contatar através do e-mail maddalon@outlook.it